Tipos de exame de sangue mais comuns

Tipos mais comuns


Os exames de sangue são comuns em diversos processos de diagnóstico e análises clínicas. Eles podem indicar a existência de muitas doenças e sintomas de possíveis enfermidades. No entanto, é difícil diferenciar os tipos de exames das análises clínicas. Vamos conhecer nesse artigo os mais comuns.

1. Hemograma


Trata-se do exame mais complexo, que é feito para obter informações sobre três principais linhagens das células do sangue. A análise dos glóbulos vermelhos é feita pelo exame das hemácias. Com ele é possível descobrir se há uma redução do número de células vermelhas. Dessa forma é traçado o diagnóstico de anemia.

A avaliação dos glóbulos brancos envolve o exame dos leucócitos, que são as células de defesa presentes no organismo. As análises clínicas da leucocitose indicam o aumento do número dessas células. Quando permanecem elevadas, há um processo infeccioso no corpo. O exame ajuda a avaliar se o paciente corre o risco de doenças como a pneumonia, por exemplo.

A terceira linhagem é das plaquetas, que são as células que realizam a coagulação do sangue. Quando essa coagulação é elevada, há um caso de trombocitose, e quando é diminuída há a trombocitopenia. A dosagem das plaquetas é feita antes de cirurgias e outros procedimentos que causam sangramento. A diminuição pode causar sangramento, e a elevação favorece a formação de trombos.

2. PTT ou TTP e TAP ou TP


Esses exames servem para calcular o tempo que o sangue demora para coagular. Ambos medem o curso de coagulação, que começa na ativação das plaquetas e termina pela ação dos fatores de coagulação. O processo é chamado às vezes de coagulograma. A sigla “PPT” e a “TTP” se referem ao tempo de tromboplastina ativada, e “TAP” e “TP” ao tempo de protrombina.

3. Colesterol


Serve para avaliar o HDL, que é o colesterol bom, e o LDL e VLDL, que é o colesterol ruim. O primeiro protege as placas de gordura e o segundo obstrui os vasos sanguíneos, levando o paciente a doenças como infarto. O exame também envolve os triglicerídeos, que estão relacionados ao VLDL.

4. Glicose


É feito para estabelecer o diagnóstico ou controle do tratamento de diabetes mellitus. Valores menores que 100 mg/dll são considerados normais. Um paciente com diabetes costuma ter valores acima de 126 mg/dll.

5. Sódio, Potássio, Cálcio e Fósforo


Esses exames possuem o nome de eletrólitos. Quando esses valores estão muito alterados, o paciente corre risco de morte.

6. Creatinina e ureia


O exame avalia a função dos rins. Para isso, calculam o volume de sangue filtrado por esses órgãos. Através dos valores de creatinina e ureia é possível saber se o paciente possui insuficiência renal. A interpretação do médico é essencial, pois os valores de creatinina que são bons para uma pessoa não são para outra.

7. Ácido úrico


O ácido úrico é o metabólito que é obtido quando certas proteínas do organismo realizam a metabolização. Com esse exame pode-se diagnosticar cálculo renal, gota e doenças cardiovasculares e relacionadas à hipertensão.

8. TGO (AST) TGP (ALP)



O exame serve para avaliar o fígado, sendo essencial para descobrir se o paciente possui algum tipo de hepatite. Altos valores indicam que as células hepáticas estão lesionadas.

Terapias alternativas para ansiedade

Edward Munch

Se você sofre de ansiedade ou possui transtorno que causa ansiedade, você pode tentar algumas terapias alternativas. O objetivo básico de terapia alternativa é melhorar sua saúde geral e aliviar os sintomas específicos, com poucos ou nenhuns efeitos secundários.

Chá para acelerar o metabolismo

acelerar o metabolismo

Muitas pessoas acham que para emagrecer basta que se tenha uma dieta saudável e rigorosa. Porém, de nada adianta se seu metabolismo não está preparado. Ele é o responsável pela conversão de calorias consumidas em energia, por isso é imprescindível que você se preocupe em manter seu metabolismo num ritmo acelerado.

Chá para dor de garganta

O chá para dor de garganta, feito com linhaça, lhe ajudará a combater o problema. É muito simples de fazer, e tem eficácia comprovada. A garganta inflamada pode ocasionar sérios problemas se não for tratada, como perda total da voz. Você verá abaixo remédios caseiros para tratar do problema.


Chá que queima gordura - 3 receitas

Todo mundo que já tentou emagrecer rápido sabe a dificuldade que é queimar as gordurinhas. Muitos apelam para remédios 'milagrosos', mas sem saber quais os males que eles podem trazer ao organismo. Hoje daremos a receita do chá que queima gordura, que combinado com algumas práticas saudáveis, fará você emagrecer depressa.

Chá para impotência feito com ervas

Hoje iremos dar uma ótima dica de remédio caseiro à base de ervas. Trata-se de um chá para impotência sexual masculina. Esse problema não só tem cura como é bem fácil tratá-lo. A receita é bem simples, e leva alecrim, chapéu de couro e catuaba. 

Chá para gripe e tosse à base de ervas

A gripe já é um grande problema em si, quando acompanhado da tosse seca é ainda pior. Além de doer a garganta, complica muito o tratamento. A postagem de hoje traz duas receitas caseiras de chá para gripe e tosse, que ficará a seu critério de escolha.